Oficina do Saber

Compartilhando experiências & construindo conhecimentos

(Via eCycle com informações do Natural News)

 

Fonte: EcoDesenvolvimento

Fonte: EcoDesenvolvimento

Hoje em dia, alumínio, níquel, cádmio, mercúrio e chumbo estão presentes em fertilizantes agrícolas, produtos eletrônicos e em diversos itens e embalagens que usamos diariamente. Embora estes metais pesados existam naturalmente no meio ambiente, eles são extremamente tóxicos e podem se acumular no organismo humano. Altos níveis destes metais no corpo podem levar a danos no fígado e nos rins, problemas neurológicos, como a doença de Alzheimer, outros déficits cognitivos e até câncer. Há, no entanto, alguns passos que você pode tomar para ajudar a limitar a sua exposição a esses metais perigosos. Veja a seguir:

1. Escolha produtos de higiene sabiamente

Produtos naturais para cuidados pessoais, como desodorantes, cremes, hidratantes, perfumes e cosméticos podem ajudar a reduzir a exposição do corpo ao alumínio, em particular, que é uma aditivo frequente para esse tipo de mercadoria. Mesmo como a compra de itens mais naturais, você deve ler atentamente o rótulo antes de adquirir para ter certeza que está livre de alumínio.

Você também pode aprender a fazer seus próprios produtos de higiene e cosméticos, como desodorante, máscaras hidratantes para corpo e rosto, removedor de maquiagem, perfume e creme de barbear.

2. Evite usar folha de alumínio

A folha de alumínio é um produto doméstico muito comum, que é usado para embrulhar alimentos ou para assar alimentos no forno. No entanto, especialmente quando aquecido, o alumínio pode lixiviar (ser extraído de componentes sólidos através da sua dissolução num líquido) para fora da folha e na comida e ao longo do tempo pode acumular-se em vários órgãos, como o fígado. Considere formas alternativas de armazenamento e preparação de alimentos. Por exemplo: use uma panela com tampa para assar alimentos em vez de cobrir a bandeja com uma folha de alumínio.

3. Não use panelas de alumínio antiaderente

Enquanto panelas antiaderentes parecem facilitar muito a vida de quem cozinha, na verdade elas são muito perigosas. Não só pela lixiviação de alumínio para o alimento que está sendo preparado, mas ao aquecer essas panelas, elas libera perigosos produtos químicos voláteis que são então inalados, indo para os pulmões, onde podem causar danos respiratórios. Certifique-se de usar frigideiras de ferro, vidro ou porcelana.

4. Evite alimentos enlatados

O alumínio usado para fazer latas de estanho é também capaz de lixiviar na comida que é armazenada no seu interior. Além do mais, o BPA é encontrado na maioria latas como um forro e também pode contaminar a comida; ele tem sido associado a problemas neurológicos e ao câncer, sendo proibido em muitos países. Considere o uso de alimentos congelados ou em conserva em vez disso. Alimentos congelados retêm todo o valor nutricional do produto fresco, enquanto alimentos fermentados também fornecem ao corpo bactérias probióticas saudáveis.

A maioria destas recomendações não é drástica ou radical. São mudanças em grande parte envolvendo hábitos de compra para encontrar alternativas para uso doméstico e de higiene pessoal. Embora estas alterações pareçam pequenas, eles podem ter um grande impacto sobre a saúde em longo prazo.

 

 

 

 

 

 

 

Comentários estão encerrados.