Oficina do Saber

Compartilhando experiências & construindo conhecimentos

{http://origin.exame.abril.com.br/brasil/noticias/6-cidades-onde-se-aprende-matematica-ao-contrario-do-pais#1}

Na última semana, o Brasil reprovou – internacionalmente – em matemática: ficou em 58º, de um total de 65 países, no Pisa, teste realizado pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), grupo que reúne nações ricas.

No questionário aplicado a alunos de 15 anos de todas esses países, o Pisa detectou que os brasileiros têm mais medo de matemática (o que eles chamam de “math anxiety”) que a média dos países da OCDE.

Não é sem razão: aqui, apenas 12% dos estudantes no 9º ano do ensino fundamental têm conhecimento adequado de matemática para a série em que estão. Dito de outra forma: é como se 9 em cada 10 não saibam o que deveriam antes de entrar no ensino médio.

A meta do movimento Todos pela Educação é que 70% dos alunos – na média nacional – conheçam adequadamente o que é esperado para sua série até 2022.

As cidades da lista a seguir, no entanto, já cumprem esta meta hoje.

É verdade que todas elas têm no máximo duas turmas no 9º ano. Isto facilita que consigam bons resultados comparadas a cidades com redes educacionais gigantescas.

Mas o fato do Brasil ter milhares de pequenos municípios e apenas estes seis integrarem esta lista mostra que elas devem ser parabenizadas.

Em primeiro lugar, aparece a pequena Cocal dos Alves (PI), com menos de 6 mil habitantes, que tem se firmado como um celeiro de campeões nacionais em matemática.

O conceito do que os alunos devem aprender utilizado pelo Todos pela Educação é baseado na chamada escala Saeb e é amplamente aceito por especialistas em educação.

A pesquisa dos municípios enviada a EXAME.com é da Fundação Lemann, com base nos dados da plataforma qEdu. Os dados são de 2011, os mais recentes disponíveis..

Comentários estão encerrados.