Oficina do Saber

Compartilhando experiências & construindo conhecimentos

Hipersônico
Um novo tipo de revestimento cerâmico promete resolver
os problemas com que estão se deparando os projetistas
e engenheiros que tentam tornar realidade as viagens
hipersônicas.
Viagem hipersônica significa mover-se a Mach 5 ou mais –
pelo menos cinco vezes mais rápido do que a velocidade
do som, ou 6.125 km/h.
Quando um avião se move a uma velocidade tão alta, o
calor gerado pelo atrito com o ar atmosférico é
extremamente elevado, com um impacto sério na
integridade estrutural da aeronave. Isso porque as
temperaturas que atingem a frente e os bordos de ataque
do veículo podem atingir entre 2.000 e 3.000 °C.
Esses problemas estruturais são causados principalmente
pelos processos de oxidação e ablação, com o ar e o gás
extremamente quentes removendo as camadas
superficiais dos materiais externos da aeronave.
Para combater o problema, são necessários materiais
conhecidos como UHTC, sigla em inglês para cerâmicas de
temperatura ultra-alta. Essas cerâmicas são usadas nos
motores aeroespaciais e nos primeiros protótipos de
veículos hipersônicos, incluindo foguetes e veículos de
reentrada.

Comentários estão encerrados.